Nome: Aninha

Nascimento: 19.05.61

Cidade: Rio de Janeiro

MSN: anajpa@hotmail.com

Quem sou: Sou uma mulher que adora fazer amigos, dançar, ir a praia, ouvir músicas. Amo poesias, poemas, pensamentos e reflexões. Sou assumidamente viciada no computador.As vezes sou divertida, alto astral, só que me zango facil. Sou vaidosa,cuido bem de tudo que é meu. Odeio mentiras, embora eu ache, que ela faz parte da vida... Tenho defeitos, porem, maiores são minhas qualidades... Sou amiga,mulher,mãe,sou simplismente:
EU


Hush Hush


Hush Hush

Uh Uh Uh Ohh Yeah
I Never Needed You To Be Strong
I Never Needed You To Be Pointing out My Wrongs
I Never Needed Pain
I Never Needed Strain
My Love for you Was Strong Enough You Should Have Known
I Never Needed You For Judgement
I Never Needed You To Question What I Spent
I Never Asked For Help
I take Care Of Myself
I Don't Know Why You Think You got a Hold On Me

And It's A Little Late For Conversations
There Isn't Anything For You To Say
And My Eyes Hurt hands shiver
So Look At Me And Listen To Me

Because
I Don't Want To Stay Another Minute
I Don't Want You To Say A Single Word
Hush Hush
Hush Hush
There Is No Other Way
I Get The Final Say

Because
I Don't Want To Do These Any Longer
I Don't Want You
There's Nothing Left To Say
Hush Hush
Hush Hush
I've Already Spoken
our love Is Broken
Baby
Hush Hush

I Never Need Your Corrections
On Everything From How I act To what I Say
I Never Need Words
I Never Need Hurt
I Never Need You To Be There Everyday
I'm Sorry For The Way I Let Go
Of Everything I Wanted When You Came Along
But I'm Never Beaten
Broken Not defeated
I Know Next To You Is Not Where I Belong

And It's A Little Late For Explanations
There Isn't Anything That You Can Do
And My Eyes Hurt Hands Shiver
So You Will Listen When I Say

Baby
I Don't Want To Stay Another Minute
I Don't Want You To Say A Single Word
Hush Hush
Hush Hush
There Is No Other Way
I Get The Final Say

Because
I Don't Want To Do These Any Longer
I Don't Want You
There's Nothing Left To Say
Hush Hush
Hush Hush
I've Already Spoken
Our love Is Broken
Baby
Hush Hush

No More Words
No More Lies
No More Crying
Uh Uh
No More Pain
No More Hurt
No More Trying
Oh Oh

Because
I Don't Want To Stay Another Minute
I Don't Want You To Say A Single Word
Hush Hush
Hush Hush
There Is No Other Way
I Get The Final Say

Because
I Don't Want To Do These Any Longer
I Don't Want You
There's Nothing Left To Say
Hush Hush
Hush Hush
I've Already Spoken
Our love Is Broken
Baby
Hush Hush

Yeahhhhhhhhh
Hush Hush
Hush Hush

I've Already Spoken
Our love Is Broken
Baby




TRADUÇÃO

Fique quieto, fique quieto


Hush Hush (fique quieto, fique quieto)

eu nunca precisei que você fosse forte
eu nunca precisei de você pra apontar meus erros
eu nunca precisei de nada
eu nunca precisei de força
meu amor por você era forte o suficiente
você deveria saber

eu nunca precisei de você pra me julgar
eu nunca precisei de você questionando onde eu fico
eu nunca pedi por ajuda
eu tomo conta de mim mesma
eu não sei porque você acha que precisa me segurar

é um pouco tarde pra conversar
você não tem nada a dizer
e meus olhos doem, mãos tremem
então olhe pra mim e me escute

porque eu não quero ficar mais um minuto
eu não quero que você diga uma palavra
fique quieto, fique quieto
não existe outro modo, eu fico com a palavra final
porque eu não quero mais isso
eu não quero você
não há mais nada a dizer
fique quieto, fique quieto
eu já disse
nosso amor está acabado
fique quieto, fique quieto

eu nunca precisei da sua correção
sobre tudo que faço ou digo
eu nunca precisei de suas palavras
eu nunca precisei, isso dói
eu nunca precisei de você comigo todos os dias

me desculpe pelo modo com que abandono
ou por tudo que eu peguei pra mim quando você veio
mas nunca me falta nada
quebrada até os pés
não é ao seu lado o lugar a que eu pertenço

está um pouco tarde pra explicações
não há nada que você possa fazer
e meus olhos doem
minhas mãos tremem
então escute quando eu digo

porque eu não quero ficar mais um minuto
eu não quero que você diga uma palavra
fique quieto, fique quieto
não existe outro modo, eu fico com a palavra final
porque eu não quero mais isso
eu não quero você
não há mais nada a dizer
fique quieto, fique quieto
eu já disse
nosso amor está acabado

fique quieto, fique quieto

sem mais palavras
sem mais mentiras
sem mais choro
sem mais dor
sem mais machucados
sem mais tentativas

porque eu não quero ficar mais um minuto
eu não quero que você diga uma palavra
fique quieto, fique quieto
não existe outro modo, eu fico com a palavra final
porque eu não quero mais isso
eu não quero você
não há mais nada a dizer
fique quieto, fique quieto
eu já disse
nosso amor está acabado
fique quieto, fique quieto






- 01/12/2009 a 31/12/2009
- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/10/2009 a 31/10/2009
- 01/09/2009 a 30/09/2009
- 01/08/2009 a 31/08/2009
- 01/07/2009 a 31/07/2009
- 01/06/2009 a 30/06/2009
- 01/05/2009 a 31/05/2009
- 01/04/2009 a 30/04/2009
- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/02/2009 a 28/02/2009
- 01/01/2009 a 31/01/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/11/2008 a 30/11/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008




- FONTE DE AMOR
- MEU CANTO MEU ENCANTO
- CONTA GOTAS
- UNIDAS PELO AMOR
- BLOG LOVEDOCLIK
- ENTRE AS PALAVRAS II
- BLOG DA GUERREIRA
- MEUS LATIDOS
- CASAL DE LOBOS
- RECANTO MINEIRO
- SEX APPEAL
- VASCÃO DE CORAÇÃO
- DELICATE LOVE
- LUA EM POEMAS
- MUNDO VIRTUAL HALMA GUERREIRA
- TEMPLATES DA NEINHA
- BAÚ DA LENY
- LULEXIM
- DIVULGANDO SITES
- CANTINHO DA TINA
- DOCE SEGREDO
- THE TERRORS
- JESUS MINHA ROCHA
- MUJER APASIONADA
- SONHOS DE UMA MULHER
- DIA A DIA
- REINO DA PRINCESA MARIANA
- GOTAS DE AMOR
- PORTAL DE ENTRADA
- FANTASIA
- FADINHA MARIANA
- MENSAGENS ESPIRITUAIS
- CONTOS DA ROSA
- SWEET SEDUCTION
- CANTINHO DA NADJINHA
- SHALOM
- CANTINHO DA CLÉO
- ESTRELA FEMININA
- GOSPEL GIFS
- CORUJA TRICOTEIRA
- DIÁRIOS DE UMA PAIXÃO
- MEU CANTINHO ESPIRITUAL
- ARTES DA ROSA
- CASA DO SOFÁ AZUL
- MOMENTOS DE AMOR
- FAIRY LUXURY
- NEUCI DIAS
- DESEJOS A FLOR DA PELE
- PARA A VIDA TODA
- SONHOS E CARINHOS DA TIMEL
- ROSA PURPURA
- BLOG DA SERENELLA - JUSSARA
- CANÇÃO DE AMOR - JUSSARA
- JARDIM DAS FLORES - MARY
- PIPINHA LUXURY
- ALGODÃO DOCE - CRISTINA
- MUNDINHO DA LISA
- BRINCANDO NO OASIS - MEL
- MULEKE MALUKINHO





- Dê uma nota para meu blog









Cristiny On Line

Templates By Pétal@ Negr@





(Presente da amiga Pri)




Presente da amiga Roberta Sollua





Presente da amiga Cinthia

 
 




Adotei da amiga Flor De Luz



Adotei o Elefantinho de Cristal da amiga Cinthia do
Mimos da Cinthia







* PARTICIPO


* OFEREÇO


* PRESENTES


* PREMIOS


* VIDEOS

Deixe seu carinho em meu livro



 

DIANTE DOS PROBLEMAS

 

Diante dos problemas que me afligem a alma, respondo ao destino, se é que ele existe, com uma perseverança que às vezes até me assusta, e me pergunto: onde arrumei tamanha força?

Diante das lágrimas, ergo um muro que faz uma barreira contra o desânimo.

Diante da dor, passo uma pomada de alegria, que remove até as feridas antigas.

Diante da solidão, divido meu amor com os mais necessitados.

Diante da desilusão, crio novas amizades, que reforçam a minha crença em ser o melhor amigo.

Diante da dúvida, arrisco-me mais, seguindo aprendendo com meus próprios erros.

Diante das calúnias, entrego a minha certeza diante dos que me caluniam.

Diante do ódio, levo meu perdão.

Diante de Deus, ajoelho-me e peço muito pouco, afinal, mais tenho para agradecer, a começar pela vida e por essa convicção de que vale a pena ser vivida intensamente.

Os problemas?

Ora, eles são o sal da Terra, o que nos motiva a lutar, e até nisso, damos Graças a Deus.

Diante do espelho, reconheça-se vencedor, digno, merecedor da vida e das alegrias que podemos conquistar.

Diante da vida, assuma a atitude de quem já sabe que vai dar a volta por cima em cada nova dificuldade.

Diante do passado, guarde apenas as boas recordações, mas não viva delas, produza o dia de hoje.

Diante do futuro, trabalhe mais ainda neste dia. Plante as sementes que você quer colher amanhã.

Diante do amor, viva-o intensamente, aproveite para ser feliz, enquanto a emoção tocar a sua alma, e nunca, nunca se esqueça de doar-se, de partilhar os seus sentimentos, mesmo que não te entendam, afinal de contas, dividir o amor é multiplicar emoções, somar vida e subtrair a solidão.

 

 

(Texto: Paulo Roberto Gaefke)

 

 



- Postado por: Pétal@ às 15h12
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

RELÓGIO DO CORAÇÃO

 

 

Há tempos em nossa vida que contam de forma diferente.

Há semanas que duram anos, como há anos que não contaram um dia.

Há paixões que foram eternas, como há amigos que passaram céleres, apesar do calendário nos mostrar que eles ficaram por anos em nossas agendas.

Há amores não realizados que deixaram olhares de meses, e beijos não dados que até hoje esperam o desfecho.

Há trabalhos que nos tomaram décadas de nosso tempo na terra, mas que nossa memória insiste em contá-los como semanas.

E há casamentos que, ao olhar para trás mal preenchem os feriados da folhinha.

Há tristezas que nos paralisaram por meses, mas que hoje, passados os dias difíceis, mal guardamos lembranças de horas.

Há eventos que marcaram, e que duram para sempre, como o nascimento do filho, a morte do pai, a viagem inesquecível, um sonho realizado.

Estes têm a duração que nos ensina o significado da palavra “ETERNIDADE”.

Já viajei para a mesma cidade uma centena de vezes, e na maioria das vezes o tempo transcorrido foi o mesmo. Mas conforme meu espírito, houve viagem que não teve fim até hoje, como há percurso que nem me lembro de ter feito, tão feliz eu estava na ocasião.

O relógio do coração – hoje eu descobri – bate noutra freqüência daquele que carrego no pulso. Marca um tempo diferente, de emoções que perduram e que mostram o verdadeiro tempo da gente.

Por este relógio, velhice é coisa que não conseguiu esticar o tempo que temos no mundo.

É olhar as rugas e não perceber a maturidade.

É pensar antes naquilo que não foi feito, ao invés de se alegrar e sorrir com as lembranças da vida.

 

PENSE NISSO e consulte sempre o relógio do coração. Ele te mostrará o verdadeiro tempo do mundo.

 

(Alexandre Pelegi)

 



- Postado por: Pétal@ às 15h10
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

SAUDADES

 

 

Eu tenho saudades de tudo que marcou a minha vida.


Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, eu sinto saudades...


Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...


Sinto saudades da minha adolescência do meu colégio, do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...


Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, lembrando do passado e apostando no futuro.


Sinto saudades do futuro, que se idealizado, provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser.


Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei, de quem disse que viria e nem apareceu; de quem apareceu correndo, sem me conhecer direito, de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.


Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito; daqueles que não tiveram como me dizer adeus; de gente que passou na calçada contrária da minha vida e que só enxerguei de vislumbre; de coisas que tive e de outras que não tive mas quis muito ter; de coisas que nem sei que existiram.
Sinto saudades de coisas sérias, de coisas hilariantes, de casos, de experiências...


Sinto saudades do cachorrinho que eu não tive um dia e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer, dos livros que li e que me fizeram viajar, dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar, das coisas que vivi e das que deixei passar, sem curtir na totalidade.


Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que, não sei onde, para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...


Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades em japonês, em russo, em italiano,  em inglês, mas que minha saudade, por eu ter nascido no Brasil, só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.
Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria, espontaneamente, quando estamos desesperados, para contar dinheiro, fazer amor e declarar sentimentos fortes, seja lá em que lugar do mundo estejamos.

 
Eu acredito que um simples "I miss you", ou seja lá como possamos traduzir saudade em outra língua, nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha. Talvez não exprima, corretamente, a imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas.


E é por isso que eu tenho mais saudades...


Porque encontrei uma palavra para usar todas as vezes em que sinto este aperto no peito, meio nostálgico, meio gostoso, mas que funciona melhor do que um sinal vital quando se quer falar de vida e de sentimentos.

 
Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis, de que amamos muito o que tivemos e lamentamos as coisas boas que perdemos ao longo da nossa existência...


Sentir saudade, é sinal de que se está vivo!

 

 

(Clarice Lispector)

 



- Postado por: Pétal@ às 15h00
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

PARA O RESTO DE NOSSAS VIDAS

 

Existem coisas pequenas e grandes coisas que levaremos para o resto de nossas vidas. Talvez sejam poucas, quem sabe sejam muitas.  Depende de cada um, depende da vida que cada um de nós levou.

 
Levaremos lembranças, coisas que sempre serão inesquecíveis para nós, coisas que nos marcarão, que mexerão com a nossa existência. 

Provavelmente, iremos pela vida afora colecionando essas coisas, colocando em ordem de grandeza cada detalhe que nos foi importante, cada momento que interferiu nos nossos dias e que deixou marcas.


Marcas...   Umas serão mais profundas, outras superficiais, porém todas com algum significado.  Serão detalhes que guardaremos dentro de nós e que se contarmos para outros talvez não tenha a menor importância, pois só nós saberemos o quanto foi incrível vivê-los.

 
Poderá ser uma música, quem sabe um livro, talvez uma poesia, uma carta, um Natal, uma viagem, uma frase que alguém tenha nos dito num momento certo. Quem sabe uma amizade incomparável, um sol que foi alcançado após muita luta, algo que deixou de existir por puro fracasso. Pode ser simplesmente um instante, um olhar, um sorriso, um perfume, um beijo...

 
Para o resto de nossas vidas levaremos pessoas guardadas dentro de nós. Umas porque nos dedicaram um carinho enorme, outras porque foram o objetivo do nosso amor. Outras ainda por terem nos magoado profundamente.

 
Lá na frente é que poderemos realmente saber a qualidade de vida que tivemos. Bem lá na frente é que poderemos avaliar do que exatamente foi feita a nossa vida, se de amor ou de rancor, se de alegrias ou tristezas, se de vitórias ou derrotas, se de ilusões ou realidades.


Pensem sempre que hoje é só o começo de tudo, que se houver algo errado ainda está em tempo de ser mudado e que o resto de nossas vidas, de certa forma, ainda está em nossas mãos.

 

 



- Postado por: Pétal@ às 03h09
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

 

DESCONSTRUÇÕES

 

Quando a gente conhece uma pessoa, construímos uma imagem dela. Esta imagem tem a ver com o que ela é de verdade, tem a ver com as nossas expectativas e tem muito a ver com o que ela "vende" de si mesma. É pelo resultado disso tudo que nos apaixonamos. Se esta pessoa for bem parecida com a imagem que projetou em nós, desfazer-se deste amor, mais tarde, não será tão penoso. Restará a saudade, talvez uma pequena mágoa, mas nada que resista por muito tempo. No final, sobreviverão as boas lembranças. Mas se esta pessoa "inventou" um personagem e você caiu na arapuca, aí, somado à dor da separação, virá um processo mais lento e sofrido: a de desconstrução daquela pessoa que você achou que era real.

 

Desconstruindo Flávia, desconstruindo Gilson, desconstruindo Marcelo. Milhares de pessoas estão vivendo seus dias aparentemente numa boa, mas por dentro estão desconstruindo ilusões, tudo porque se apaixonaram por uma fraude, não por alguém autêntico. Ok, é natural que, numa aproximação, a gente "venda" mais nossas qualidades que defeitos. Ninguém vai iniciar uma história dizendo: muito prazer, eu sou arrogante, preguiçoso e cleptomaníaco. Nada disso, é a hora de fazer charme. Mas isso é no começo. Uma vez o romance engatado, aí as defesas são postas de lado e a gente mostra quem realmente é, nossas gracinhas e nossas imperfeições. Isso se formos honestos. Os desonestos do amor são aqueles que fabricam idéias e atitudes, até que um dia cansam da brincadeira, deixam cair a máscara e o outro fica ali, atônito.

 

Quem se apaixonou por um falsário, tem que desconstruí-lo para se desapaixonar. É um sufoco. Exige que você reconheça que foi seduzido por uma fantasia, que você é capaz de se deixar confundir, que o seu desejo de amar é mais forte do que sua astúcia. Significa encarar que alguém por quem você dedicou um sentimento nobre e verdadeiro não chegou a existir, tudo não passou de uma representação – e olha, talvez até não tenha sido por mal, pode ser que esta pessoa nem conheça a si mesma, por isso ela se inventa.

 

A gente resiste muito a aceitar que alguém que amamos não é, e nem nunca foi, especial. Que sorte quando a gente sabe com quem está lidando: mesmo que venha a desamá-lo um dia, tudo o que foi construído se manterá de pé

 

 

(Martha Medeiros)

 



- Postado por: Pétal@ às 02h16
[ ] [ envie esta mensagem ]





CONTIGO APRENDI

(Se quiser ver o video, lembre-se de antes desligar a música de fundo do blog, clicando no player que toca na coluna do perfil) 

 

 

"Contigo aprendi que o amor tambem nos faz chorar. E quando o coração não quer o fim deixa de bater e de sonhar, simplesmente chora por quem ja não esta..."

 

Este  refrão traduz apenas uma coisa:

 

O AMOR NÃO SE JULGA NO PASSADO; OU SE AMA PARA SEMPRE OU NUNCA SE AMOU VERDADEIRAMENTE





- Postado por: Pétal@ às 11h36
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

Que todos os meus amigos e visitantes tenha um lindo final de semana com muita Paz

 

 

Alma dos Diferentes

 

"... Ah, o diferente, esse ser especial!

Diferente não é quem pretenda ser. Esse é um imitador do que ainda não foi imitado, nunca um ser diferente.

Diferente é quem foi dotado de alguns mais e de alguns menos em hora, momento e lugar errados para os outros. Que riem de inveja de não serem assim. E de medo de não agüentar, caso um dia venham, a ser. O diferente é um ser sempre mais próximo da perfeição.

O diferente nunca é um chato. Mas é sempre confundido por pessoas menos sensíveis e avisadas. Supondo encontrar um chato onde está um diferente, talentos são rechaçados; vitórias, adiadas; esperanças, mortas. Um diferente medroso, este sim, acaba transformando-se num chato. Chato é um diferente que não vingou.

Os diferentes muito inteligentes percebem porque os outros não os entendem. Os diferentes raivosos acabam tendo razão sozinhos, contra o mundo inteiro. Diferente que se preza entende o porque de quem o agride. Se o diferente se mediocrizar, mergulhará no complexo de inferioridade.

O diferente paga sempre o preço de estar - mesmo sem querer - alterando algo, ameaçando rebanhos, carneiros e pastores. O diferente suporta e digere a ira do irremediavelmente igual: a inveja do comum; o ódio do mediano. O verdadeiro diferente sabe que nunca tem razão, mas que está sempre certo.

O diferente começa a sofrer cedo, já no primário, onde os demais de mãos dadas, e até mesmo alguns adultos por omissão, se unem para transformar o que é peculiaridade e potencial em aleijão e caricatura. O que é percepção aguçada em : "Puxa, fulano, como você é complicado". O que é o embrião de um estilo próprio em : "Você não está vendo como todo mundo faz? "

O diferente carrega desde cedo apelidos e marcações os quais acaba incorporando. Só os diferentes mais fortes do que o mundo se transformaram (e se transformam) nos seus grandes modificadores.

Diferente é o que vê mais longe do que o consenso. O que sente antes mesmo dos demais começarem a perceber. Diferente é o que se emociona enquanto todos em torno agridem e gargalham. É o que engorda mais um pouco; chora onde outros xingam; estuda onde outros burram. Quer onde outros cansam. Espera de onde já não vem. Sonha entre realistas. Concretiza entre sonhadores. Fala de leite em reunião de bêbados. Cria onde o hábito rotiniza. Sofre onde os outros ganham.

Diferente é o que fica doendo onde a alegria impera. Aceita empregos que ninguém supõe. Perde horas em coisas que só ele sabe importantes. Engorda onde não deve. Diz sempre na hora de calar. Cala nas horas erradas. Não desiste de lutar pela harmonia. Fala de amor no meio da guerra. Deixa o adversário fazer o gol, porque gosta mais de jogar do que de ganhar. Ele aprendeu a superar riso, deboche, escárnio, e consciência dolorosa de que a média é má porque é igual.

Os diferentes aí estão: enfermos, paralíticos, machucados, engordados, magros demais, inteligentes em excesso, bons demais para aquele cargo, excepcionais, narigudos, barrigudos, joelhudos, de pé grande, de roupas erradas, cheios de espinhas, de mumunha, de malícia ou de baba. Aí estão, doendo e doendo, mas procurando ser, conseguindo ser, sendo muito mais.

A alma dos diferentes é feita de uma luz além. Sua estrela tem moradas deslumbrantes que eles guardam para os pouco capazes de os sentir e entender. Nessas moradas estão tesouros da ternura humana. De que só os diferentes são capazes.

Não mexa com o amor de um diferente. A menos que você seja suficientemente forte para suportá-lo depois."

(Artur da Távola)

Meu abraço de Alma para todos!



- Postado por: Pétal@ às 10h30
[ ] [ envie esta mensagem ]





Mensagem enviada por minha grande amiga e irmã do coração Darling

 

 

A SUAVIDADE CONSEGUE ESCULPIR!

 

O Mosteiro na margem do Rio Piedra está cercado por uma linda vegetação, verdadeiro oásis nos campos estéreis daquela parte da Espanha.

        Ali, o pequeno rio transforma-se numa caudalosa corrente, e se divide em dezenas de cachoeiras.

        Quem caminha por aquele lugar escuta a música das águas e encontra, de repente, uma gruta, debaixo de uma das quedas d´água.

        Observando cuidadosamente as pedras gastas pelo tempo, as formas que a natureza cria com paciência, vê-se escrito numa placa, os seguintes versos de Rabindranath Tagore:

        Não foi o martelo que deixou perfeitas estas pedras, mas a água, com sua doçura, sua dança, e sua canção.

        Onde a dureza só faz destruir, a suavidade consegue esculpir.

       *   *   *

        A lição do poeta é de extrema profundidade.

        Somente com suavidade, paciência e calma, conseguimos esculpir o nosso íntimo, realizando a reforma de nossas almas com o objetivo de encontrar felicidade.

        Somente com suavidade, paciência e calma, conseguimos esculpir o nosso mundo, realizando sua modificação para melhor.

        O martelo que destrói está nas críticas cruéis, nas palavras grosseiras que saem de nossas bocas e ferem a auto-estima das pessoas à nossa volta.

        Enquanto a doçura da água está nos conselhos edificantes, na atenção e paciência com que ouvimos a alguém, nas palavras de estímulo, no elogio animador.

        O martelo destruidor está no acúmulo da culpa em nosso coração, na auto-exigência desequilibrada, na falta de amor próprio.

        A docilidade da água está na compreensão de nossas dificuldades, no auto-perdão, e na disposição constante para corrigir os nossos erros.

        Em nossos dias, na análise de nosso comportamento, de nossas ações, lembremos sempre da delicadeza da água moldando as rochas através dos tempos.

        Procuremos conquistar a paciência e a tranqüilidade, certos de que são virtudes dinâmicas, que nos fazem seres pacíficos.

        Que as palavras do poeta indiano nos sirvam de guia, de inspiração:

        Não foi o martelo que deixou perfeitas estas pedras, mas a água, com sua doçura, sua dança, e sua canção.

        Onde a dureza só faz destruir, a suavidade consegue esculpir.

 *   *   *

        A suavidade, a delicadeza, são o amor expresso nas pequenas coisas, nos gestos aparentemente simples, mas que revelam nossa preocupação com o próximo.

 

 



- Postado por: Pétal@ às 00h22
[ ] [ envie esta mensagem ]





VAMPIROS

 

Eu não acredito em gnomos ou duendes, mas vampiros existem. Fique ligado, eles podem estar numa sala de bate-papo virtual, no balcão de um bar, no estacionamento de um shopping. Vampiros e vampiras aproximam-se com uma conversa fiada, pedem seu telefone, ligam no outro dia, convidam para um cinema. Quando você menos espera, está entregando a eles seu rico pescocinho e mais. Este "mais" você vai acabar descobrindo o que é com o tempo.

Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e conhecimento da vida. Você fica certo que conheceu uma pessoa especial. Custa a se dar conta de que eles são vampiros, parecem gente. Até que começam a sugar você. Sugam todinho o seu amor, sugam sua confiança, sugam sua tolerância, sugam sua fé, sugam seu tempo, sugam suas ilusões. Vampiros deixam você murchinha, chupam até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre esteve à disposição, e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais carniça do que carne.

Esta é uma historinha de terror que se repete ano após ano, por séculos. Relações vampirescas: o morcegão surge com uma carinha de fome e cansaço, como se não tivesse dormido a noite toda, e você se oferece para uma conversa, um abraço, uma força. Aí ele se revitaliza e bate as asinhas. Acontece em São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Recife, Florianópolis, em todo lugar, não só na Transilvânia. E ocorre também entre amigos, entre colegas de trabalho, entre familiares, não só nas relações de amor.

Doe sangue para hospitais. Dê seu sangue por um projeto de vida, por um sonho. Mas não doe para aqueles que sempre, sempre, sempre vão lhe pedir mais e lhe retribuir jamais.

(Martha Medeiros)



- Postado por: Pétal@ às 21h08
[ ] [ envie esta mensagem ]





Bom Dia meus queridos amigos e visitantes.

Hoje posto uma linda e verdadeira mensagem que recebi de minha querida amiga Pedrita.

 

 

EVITE CONCLUSÕES APRESSADAS

 

 

Havia numa aldeia um velho muito pobre que possuia um lindo cavalo branco. Numa manhã, ele descobriu que o cavalo não estava na cocheira. Os amigos disseram ao velho:

- Mas que desgraça, seu cavalo foi roubado!
E o velho respondeu:

- Calma, não cheguem a tanto. Simplesmente digam que o cavalo não está mais na cocheira. O resto é julgamento de vocês.

As pessoas riram do velho. Quinze dias depois, de repente, o cavalo voltou. Ele havia fugido para a floresta. E não apenas isso; ele trouxera uma dúzia de cavalos selvagens consigo. Novamente as pessoas se reuniram e disseram:

- Velho, você tinha razão. Não era mesmo uma desgraça, e sim uma benção.
E o velho disse:


- Vocês estão se precipitando de novo. Quem pode dizer se é uma banção ou não? Apenas digam que o cavalo está de volta...

O velho tinha um único filho, que começou a treinar os cavalos selvagens. Apenas uma semana mais tarde, ele caiu de um dos cavalos e fraturou as pernas. As pessoas se reuniram e, mais uma vez, se puseram a julgar:

- E não é que você tinha razão, velho? Foi uma desgraça seu único filho perder o uso das pernas.
E o velho disse:


- Mas vocês são mesmo obcecados por julgamentos, hein? Não se adiantem tanto. Digam apenas que meu filho fraturou as pernas. Ninguém sabe ainda se isto é uma desgraça ou uma benção ..

Aconteceu que, depois de algumas semanas, o país entrou em guerra e todos os jovens da aldeia foram obrigados a se alistar, menos o filho do velho.

- Você tinha razão, velho. Aquilo se revelou uma bênção. Seu filho pode estar aleijado, mais ainda está com você. Nossos filhos foram-se para sempre.

- Vocês continuam julgando. Ninguém sabe! Digam apenas que seus filhos foram forçados a entrar na guerra e o meu não. Somente Deus sabe se isso é uma bênção ou uma desgraça. Não julguem. Se uma porta se fecha, outra se abre. Aqueles que não julgam, estão satisfeitos simplesmente em viver o momento presente e nele crescer...

Quem é obcecado por julgar cai sempre na armadilha de basear seu julgamento em pequenos fragmentos de informação, o que o levará a conclusões precipitadas. Nunca encerre uma questão de forma definitiva, pois quando um caminho termina outro começa, quando uma porta se fecha outra se abre. Assim é o curso da vida.

 

(Extraído da 3a. edição do Livro "O que aprendemos com os Gansos" de Alexandre Rangel)

 

 

Lendo a mesma cheguei à conclusão da veracidade da mensagem, ou seja, em nossas vidas costumamos tirar conclusões ou fazer julgamentos precipitados e com isto, caímos em armadilhas inesperadas. Sendo assim, pensem antes de julgar ou condenar alguém, olhem o interior das coisas e das pessoas. Pensem muito, antes de tomar atitudes que mais na frente, poderá ser o grande equivoco de nossa caminhada pelo Planeta Terra.

 

 



- Postado por: Pétal@ às 10h48
[ ] [ envie esta mensagem ]





PERDÃO

 

O que é o perdão?

 

...é a paz que  você aprende a sentir quando maltratado ou  ferido  não renuncia ao direito de irar-se;

...é para você e não para o autor da afronta;

...é recuperar seu poder;

...refere-se à sua cura e não à pessoa que o fez sofrer;

...o ajuda a ter mais controle sobre seus sentimentos.

...pode melhorar sua saúde física e mental.

...é uma escolha.

 

Todos podem aprender a perdoar!

 

...não é fechar os olhos para falta de amabilidade;

...não é esquecer que algo doloroso aconteceu;

...não é desculpar o mau comportamento;

...não precisa ser uma experiência religiosa ou sobrenatural;

...não é negar ou minimizar o seu sofrimento;

...não significa se reconciliar com o autor da afronta;

 

Perdoar

é simplesmente escolher ignorar, sem sofrimento, nem criar mágoa!

 

(Fred  Luskin)

 

 



- Postado por: Pétal@ às 23h07
[ ] [ envie esta mensagem ]







- Postado por: Pétal@ às 22h49
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

Ao meu ver, posto hoje dois dos belos e delicados poemas do grandioso Poeta Pablo Neruda.  Minha homenagem à esse que foi inspiração para tantos apaixonados. Dono de uma riqueza literária inigualável e de um coração que nunca cansou de amar , esperar e lembrar da pessoa amada.... Tenho muito desse teu amor, Neruda... por isso, te ofereço essa pequena e singela homenagem... à você e ao amor.

 

 

SE TU ME ESQUECES

Quero que saibas uma coisa.
Tu já sabes o que é:
Se olho a lua de cristal,
o ramo rubro do lento outono
em minha janela,
se toco junto ao fogo
a implacável cinza ou
o enrugado corpo da madeira,
tudo me leva a ti,
como se tudo o que existe,
aromas, luz , metais,
fossem pequenos barcos
que navegam para estas tuas ilhas
que me aguardam.
Pois, ora, se pouco a pouco
deixas de me amar, de te amar, pouco a pouco, deixarei.
Se de repente me esqueces, não me procures,
já te esqueci também.
Se consideras longe e louco
o vento de bandeiras que canta minha vida
e te decides a me deixar na margem do coração
no qual tenho raízes, pensa que nesse dia
a essa hora levantarei os braços
me nascerão raízes procurando outra terra.
Porém, se cada dia,
cada hora, sentes que a mim estás destinada com doçura implacável,
se cada dia se ergue uma flor
a teus lábios me buscando,
ai, amor meu, ai minha,
em mim todo esse fogo se repete,
em mim nada se apaga
nem se esquece, do teu amor, amada,
o meu se nutre,
e enquanto vivas estará em teus braços
e sem sair.

 

 

(Pablo Neruda)   



- Postado por: Pétal@ às 14h06
[ ] [ envie esta mensagem ]





 

SAUDADE

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...

Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...

Saudade é sentir que existe o que não existe mais...

Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...

Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.

E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.

O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

(Pablo Neruda)

 

 

 



- Postado por: Pétal@ às 13h38
[ ] [ envie esta mensagem ]





REPARTIR O PÃO

 

Quem irá repartir o pão?

Ninguém...

Repartir é assumir compromissos pesados demais.

E a causa não é a fome, pois os famintos repartem com mais facilidade.

Hoje a maioria quer TER, não importa SER.

O ter abre portas, faz não ficar na fila, ter mordomias.

Mas... Quando chegar a hora, de bater 'naquela porta' onde teremos que explicar, porque viemos a esse mundo e para que.

Lá, não existe o TER.

Ter fortuna, o carro do ano, jóias, tudo isso ficará, e partiremos de mãos e bolsos vazios totalmente nus como chegamos.

É correto ter sonhos, trabalhar para ter uma vida digna, desde que não deixemos de SER.

Ser corretos, humanos, caridosos e sempre repartir o pão com o próximo.

E, quando prestar contas, saber que...

Mais do que TER, apenas o SER, abre a porta do amor.

TER PARA SER É ILUSÃO.
SER PARA TER É DIVINO.

 

( Luiza Porto)



- Postado por: Pétal@ às 09h51
[ ] [ envie esta mensagem ]





O URSO FAMINTO

 

Certa vez, um urso faminto perambulava pela floresta em busca de alimento.

A época era de escassez, porém, seu faro aguçado sentiu o cheiro de comida e o conduziu a um acampamento de caçadores.

Ao chegar lá, o urso, percebendo que o acampamento estava vazio, foi até a fogueira, ardendo em brasas, e dela tirou um panelão de comida.

Quando a tina já estava fora da fogueira, o urso a abraçou com toda sua força e enfiou a cabeça dentro dela, devorando tudo.

Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe atingindo. Na verdade, era o calor da tina...

Ele estava sendo queimado nas patas, no peito e por onde mais a panela encostava.

O urso nunca havia experimentado aquela sensação e, então, interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida.

Começou a urrar muito alto. E, quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo.

Quanto mais a tina quente lhe queimava, mais ele apertava contra o seu corpo e mais alto ainda rugia.

Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso recostado a uma árvore próxima à fogueira, segurando a tina de comida.

O urso tinha tantas queimaduras que o fizeram grudar na panela e, seu imenso corpo, mesmo morto, ainda mantinha a expressão de estar rugindo.

Quando terminei de ouvir esta história de um mestre, percebi que, em nossa vida, por muitas vezes, abraçamos certas coisas que julgamos ser importantes.

Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes.

Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, de desespero.

Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que tanto protegemos, acreditamos e defendemos.

Para que tudo dê certo em sua vida, é necessário reconhecer, em certos  momentos,
que nem sempre o que parece salvação vai lhe dar condições de prosseguir.

Tenha a coragem e a visão que o urso não teve.

Tire de seu caminho tudo aquilo que faz seu coração arder.

Solte a panela!

 

(Leila Marcon)



- Postado por: Pétal@ às 00h06
[ ] [ envie esta mensagem ]





TALVEZ

 

Talvez eu venha a envelhecer rápido demais.

  • Mas lutarei para que cada dia tenha valido a pena.

 

Talvez eu sofra inúmeras desilusões no decorrer de minha vida

  • Mas farei que elas percam a importância  diante dos gestos de amor que encontrei.

 

Talvez eu não tenha forças para realizar todos os meus ideais.

  • Mas jamais irei me considerar uma derrotada.

 

Talvez em algum instante eu sofra uma terrível queda.

  • Mas não ficarei por muito tempo olhando para o chão.

 

Talvez um dia o sol deixe de brilhar.

  • Então irei me banhar na chuva.

 

Talvez um dia eu sofra alguma injustiça.

  • Mas jamais assumirei o papel de vítima.

 

Talvez eu tenha que enfrentar alguns inimigos.

  • Mas terei humildade para aceitar as mãos que se estenderem em minha direção.

 

 

Talvez numa dessas noites frias, eu derrame muitas lágrimas.

  • Mas não terei vergonha  por esse gesto.

 

Talvez eu seja enganada inúmeras vezes.

  • Mas não deixarei de acreditar que em algum lugar alguém merece a minha confiança.

 

Talvez com o tempo eu perceba que cometi grandes erros.

  • Mas não desistirei de continuar trilhando meu caminho.

 

Talvez eu perca grandes amizades.

  • Mas irei aprender que aqueles que real-mente são meus verdadeiros amigos nunca estarão perdidos.

 

Talvez algumas pessoas queiram o meu mal.

  • Mas continuarei plantando a semente da fraternidade por onde passar.

 

 

Talvez eu fique triste ao concluir que não consigo seguir o ritmo da música.

  • Mas então, farei que a música siga o compasso dos meus passos.

 

Talvez eu nunca consiga enxergar um arco-íris.

  • Mas aprenderei a desenhar um, nem que seja dentro do meu coração.

 

 

Talvez hoje eu me sinta fraca.

  • Mas amanhã irei recomeçar, nem que seja de uma maneira diferente.

 

 

Talvez eu não aprenda todas as lições necessárias.

  • Mas terei a consciência que os verdadeiros ensinamentos já estão gravados em minha alma.

 

Talvez eu me deprima por não ser capaz de saber a letra daquela música.

  • Mas ficarei feliz com as outras capacidades que possuo.

 

 

Talvez eu não tenha motivos para grandes comemorações.

  • Mas não deixarei de me alegrar com as pequenas conquistas.

 

 

Talvez a vontade de abandonar tudo torne-se o meu companheiro.

  • Mas ao invés de fugir, correrei atrás do que almejo.

 

 

Talvez eu não seja exatamente quem gostaria de ser.

  • Mas passarei a admirar quem sou.

 

Porque no final saberei que, mesmo com incontáveis dúvidas, eu sou capaz de construir uma vida melhor.

E se ainda não me convenci disso, é porque "ainda não chegou o fim".

Porque no final não haverá nenhum "talvez" e sim a certeza de que a minha vida valeu a pena e eu fiz o melhor que podia.

 

 

 

 



- Postado por: Pétal@ às 13h12
[ ] [ envie esta mensagem ]





 



- Postado por: Pétal@ às 12h32
[ ] [ envie esta mensagem ]





AMOR SEM LIMITES

 

Eu te amo porque te amo. Não precisas ser amante,
E nem sempre sabes sê-lo. Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça E com amor não se paga.
Amor é dado de graça, É semeado no vento,
Na cachoeira no eclipse. Amor foge a dicionários
E a regulamentos vários. Eu te amo porque não amo
Bastante ou demais a mim. Porque amor não se troca,
Nem se conjuga nem se ama. Porque amor é amor a nada,
Feliz e forte em si mesmo. Amor é primo da morte,
E da morte vencedor, Por mais que o matem (e matam)
A cada instante de amor.

(Carlos Drummond de Andrade)



- Postado por: Pétal@ às 15h38
[ ] [ envie esta mensagem ]





AINDA TE QUERO

 

Hoje procurei em teus olhos respostas

Sem ter nas mãos a revelação

Procurei não deixar cair lágrimas

Tentando não demonstrar minha emoção

 

Senti teu corpo novamente

Aquecendo o meu coração

Não sei se te terei eternamente

Mesmo assim terei minha recordação

 

Meu amor por ti é infinito

É belo, puro e sincero

Não sei o que fiz foi o certo

Só sei uma coisa “AINDA TE QUERO”

 

N.E.O.Q.E.A.V

 

Feito por mim em 17.06.08

 

 



- Postado por: Pétal@ às 10h55
[ ] [ envie esta mensagem ]





PROIBIDO - Pablo Neruda

 

É proibido chorar sem aprender,
Levantar um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.
É proibido não rir dos problemas,
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos
Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.



- Postado por: Pétal@ às 10h47
[ ] [ envie esta mensagem ]